FANDOM


Importância das plantasEditar

Há 500 milhões de anos atrás, tudo estava deserto. Nessa época, os seres vivos habitavam apenas mares e lagos. Os primeiros organismos a colonizar a terra firme, ao que tudo indica foram algas verdes primitivas, ancestrais das plantas atuais. O novo ambiente era relativamente seco, mas em compensação, havia um vasto território a ser conquistado, totalmente livre de competidores. As plantas, graças à sua autossuficiência alimentar, não precisava depender de outro ser vivo para se estabelecer em terra firme. Assim, rapidamente, conquistaram este ambientem onde se diversificaram. Se as plantas não o tivessem feito, não estaríamos hoje aqui. Se elas sumissem, várias espécies, inclusive a nossa seria ameaçada de extinção, pois nos alimentamos basicamente de plantas.

Características GeraisEditar

Consideram como pertencentes do reino Plantae, todos os organismos que apresentam no ciclo de vida, embriões multicelulares maciços que se desenvolvem à custa do organismo materno, alguns livros usam o termo Embryophytes para denominar o filo das plantas, uma vez que o termo planta já foi usado pra designar algas e fungos. Atualmente são conhecidos mais de 320 mil espécies de planta, existem desde organizações básicas como os musgos, até organismos complexos como as plantas frutíferas. Todas as plantas são organismos eucarióticos, multicelulares e autotróficos. Suas células apresentam parede celulósica, vacúolos e plastos(são especializados na fotossíntese e contêm clorofila).

Principais classificaçõesEditar

1. Plantas Avasculares: briófitas

Os briófitas são plantas pequenas e delicadas que vivem geralmente em ambientes úmidos e sombreados. A maioria delas não passa de 5 cm de altura, devido à ausência de vasos condutores. As espécies mais conhecidas de briófitas são os musgos, que formam extensos tapetes verdes sobre as pedras, troncos de árvores e barrancos.Com tamanho bem reduzido e ausência de vasos condutores de seiva, esses vegetais evoluem com extrema necessidade de um ambiente umidificado (elevado teor de umidade), que não somente favorece sua sobrevivência como também estabelece meio para o deslocamento dos gametas masculinos (flagelados), permitindo a reprodução sexuada. Em algumas espécies de musgos, as estruturas reprodutivas masculinas e femininas podem ser encontradas conjuntamente em uma mesma planta ou isolada em plantas distintas. Em decorrência à chuva ou concentração do orvalho, os anterozoides se deslocam em direção ao arquegônio, para assim fecundar a oosfera. Inicia-se a partir de então a fase esporofítica do ciclo, surgindo, no extremo superior do gametófito feminino, um esporófito diploide cujo ápice possui uma cápsula contendo em seu interior esporos haploides, provenientes de meiose (divisão celular reducional).Esses esporos, após serem expelidos da cápsula, são dispersos pela água, vento ou animais. Em razão da capacidade latente do metabolismo, são resistentes às intempéries (calor e baixa umidade), germinando apenas quando as condições são propícias, formando um novo gametófito, reiniciando o ciclo.

2. Plantas Vasculares: pteridófitas

A maioria das espécies desse grupo são de pequeno porte, as mais conhecidas são as samambaias, muito utilizadas para ornamentação. Diversas pteridófitas vivem sobre outras plantas sem parasitá-las. Caracterizam-se por não formar sementes e pela presença de dois tecidos diferentes: o xilema(transporta água e sais minerais das raízes até as folhas) e o floema(transporta açucar e outros compostos das folhas até as outras partes das plantas.A estrutura reprodutiva destes vegetais apresenta vários arquegônios contendo a oosfera (gameta feminino), e os anterídios produzindo os anterozoides multiflagelados (gametas masculinos). Em condições adequadas, as paredes do anterídio se rompem, liberando os anterozoides que nadam até o arquegônio, penetrando por um canal, atingindo a oosfera (este mesmo processo também ocorre nas briófitas). O zigoto germina sobre a planta-mãe, dando origem ao esporófito dominante, que possui esporos contidos nos esporângios reunidos em soros. Esses esporos, ao germinarem, darão origem a uma nova planta-mãe (o gametófito denominado de protalo).

3. Plantas Vasculares com sementes nuas: gimnospermas

A grande novidade evolutiva dessa espécia em relação aos pteridófitas foi a semente(estrutura produtiva que se forma a partir do desenvolvimento do óvulo). Os elementos reprodutivos estão reunidos em estróbilos, que correspondem às flores das gimnospermas. São plantas traqueófitas, pelo fato de possuírem vasos condutores do tipo xilema e floema, que apareceram, pela primeira vez, durante a evolução das pteridófitas.O ciclo de vida das gimnospermas é baseado no ciclo de vida dos pinheiros, sendo um organismo dioico, isto é, de sexos separados, que se diferenciam pelos tipos de estróbilos produzidos.Após a fecundação, ocorre a formação da semente que apresenta uma casca dura para proteção, um material de reserva alimentar para o embrião chamado de endosperma primário e um embrião, que será o futuro esporófito, geração predominante neste ciclo de vida.As sementes tem grande importância, pois além de proteger o embrião, as sementes correspondem a um excelente mecanismo de dispersão geográfica para as espécies vegetais.

4. Plantas Vasculares com frutos e flores: angiosperma

São as plantas dominantes do planeta, formando a maior parte da vegetação. Diferentes das gimnospermas, elas apresentam flores e frutos, além de certas características particulares no ciclo de vida. Há mais de 235 mil espécies de angiosperma.As angiospermas são plantas traqueófitas, com vasos condutores, com variação de tamanho, desde formas herbáceas até arborescentes. Apresentam heterosporia, com produção de micrósporo e de megásporo que formarão o gametófito masculino e o feminino, respectivamente. As angiospermas, apesar de apresentarem uma grande diversidade de formas, de tamanho e da organização de suas flores, podemos analisar seu processo reprodutivo num aspecto padrão de ciclo de vida com alternância de gerações do tipo haplodiplobionte, onde a geração esporofítica é o vegetal de vida longa, ficando a geração gametofítica restrita às estruturas reprodutivas.

QuestõesEditar

Exercício 1: (UDESC 2008)

O Reino Plantae é constituído por diferentes grupos de plantas, nos quais se encontram as Briófitas (filo/divisão Bryophyta) e as Pteridófita (filo/divisão Pterophyta). A respeito dessas plantas, assinale a alternativa incorreta.

A) Na reprodução das Briófitas e Pteridófitas a meiose ocorre para formação de esporos.

B) Briófitas e Pteridófitas possuem um sistema eficiente de vasos condutores de seiva.

C) Briófitas e Pteridófitas dependem da água para a reprodução, pois seus gametas são flagelados.

D) Briófitas e Pteridófitas apresentam alternância de gerações, sendo as gerações duradouras as gametofídicas e esporofídicas, respectivamente.

E) Pteridófitas possuem raízes, caule e folhas verdadeiras, enquanto as Briófitas possuem rizóides, caulóides e filóides.


Exercício 2: (UDESC 2009)

Analise as afirmativas quanto à polinização e à reprodução nas plantas gimnospermas.

I – Algumas espécies de pinheiro do gênero Pinus são monóicas, e outras, como o pinheiro-do-Paraná, são dióicas.

II – Os morcegos, as abelhas e os pássaros são os principais agentes polinizadores.

III – As flores apresentam autofecundação, e o vento contribui para autofecundação transportando as oosferas.

IV – Sementes de gimnospernas não estão localizadas no interior de um fruto.

V – O grão de pólen possui sacos aéreos que, durante o dia, ao se manterem aquecidos, são carregados pelo vento; e à noite, quando a temperatura é reduzida, eles caem sobre as flores femininas.

Assinale a alternativa correta.

A) Somente as afirmativas IV e V são verdadeiras.

B) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras.

C) Somente as afirmativas III e V são verdadeiras.

D) Somente as afirmativas I, IV e V são verdadeiras

E) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras.


Exercício 3: (FUVEST 2010)

Uma pessoa, ao encontrar uma semente, pode afirmar, com certeza, que dentro dela há o embrião de uma planta, a qual, na fase adulta:

A) forma flores, frutos e sementes

B) forma sementes, mas não produz flores e frutos

C) vive exclusivamente em ambiente terrestre

D) necessita de água para o deslocamento dos gametas na fecundação.

E) tem tecidos especializados para condução de água e de seiva elaborada

BibliográfiaEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória